quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

"Bunitinho" Assassinado no Morro do Dendé: Mais uma vítima da violência do Rio de Janeiro.

Foi assassinado, faz pouco, o artista Bunitinho que fez sucesso nas redes sociais, com o bordão "sextou". Bunitinho ia fazer um show de aniversário de um traficante no Morro do Dendé e quando subia o morro de carro foi atingido por vários tiros, juntamente com seu empresário e outras pessoas que estavam no veículo.

sei que alguns desinformados vão dizer que ele não deveria ter ido naquele local, mas esse era seu ganha-pão, fazer shows perincipalmente em comunidades carentes.


Ainda não se tem notícia de quem atirou no veículo em que Bunitinho estava, se a polícia ou traficantes, porque havia uma operação do BOPE no local e possível troca de tiros.

Bunitinho era rapaz humilde e alegre que vinha abandonando uma vida de miséria e surfando a fama obtida no internet, através de apresentações em eventos e casas de show.

Recentemente Bunitinho esteve em Barra Mansa, fazendo show na boate Área Restrita, no bairro Santa Clara, sempre atraindo grande público, diante de sua irreverência e humor.

Segundo o G1, a Policia Militar disse que houve ataque de criminosos aos agentes do BOPE em incursão na favela e que os policiais revidaram os tiros. Depois que as hostilidades cessaram, os policiais encontraram um carro que havia colidido com um poste e três pessoas feridas em seu interior, Bunitinho, Josselino de Oliveira Junior e Jorge Tadeu Sampaio, que eram seus empresários, além d eu m motociclista que não foi identificado. Um Policial Militar também teria sido ferido. 

As vítimas foram levadas para o hospital Evandro Freire, mas Bunitinho, Josselino de Oliveira Junior e Jorge Tadeu Sampaio não resistiram aos ferimentos e faleceram.

Sucesso nas redes sociais, Bunitinho tinha mais de 400 mil seguidores no Instagram e mais de 97 mil pessoas eram assinantes de seu canal no YouTube. Era conhecido entre os torcedores do Flamengo, time para o qual torcia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos comentar o artigo. Aguardo contribuições!

Postagem em destaque

STJ declara que salários ou outras formas de remuneração não podem ser penhoradas para pagamento de honorários advocatícios.

  A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o pagamento de honorários advocatícios não configura prestação alimentí...